Comissão de Controle Social entrega relatório final

31/01/2018

A comissão de controle social entregou no fim da noite desta quarta, 31, o relatório final dos trabalhos.

A comissão trabalhou de 10 a 31 de janeiro, aprovando em Assembleia da categoria a proposta entregue à Administração Central.

No projeto encaminhado, os integrantes da comissão realizaram breve análise dos quatro sistemas de controle de assiduidade hoje presentes na UFSC, apontando, entre outras críticas, a ausência de transparência à sociedade.

Os TAEs propuseram a criação do Sistema Eletrônico de Controle Social  de Assiduidade para não somente possibilitar a participação ativa da sociedade, como também permitir que os trabalhadores componham as instâncias de deliberação acerca da jornada e seu controle.

Conforme avaliado desde dezembro, quando a categoria em assembleia deliberou pela oposição à instalação do ponto biométrico, a proposição apresentada não almeja acabar com o controle sobre a assiduidade, mas, ao contrário, democratizar este controle.

Com isso, os trabalhadores e a sociedade passam a participar ativamente do processo de definição dos horários de desenvolvimento das jornadas de trabalho na universidade e tornam-se sujeitos desse processo.

O processo está registrado no SPA e em breve será disponibilizado à toda a comunidade universitária, mediante encaminhamento do relatório ao Sintufsc.

Análises sobre a proposta serão também realizadas em nossa página e materiais explicativos serão desenvolvidos pelo Sintufsc, conforme deliberado na assembleia geral dos TAEs de 29 de janeiro.